Solliciteren bij de Partij voor de Dieren banner

Worldlog de Marianne Thieme – Líder do Partido pelos Animais

Março foi um mês cheio de esperança. No dia 10 de março o Partido pelos animais foi junto com mais 40.000 pessoas às ruas para uma política climática forte e honesta. A maior marcha pelo clima na Holanda até hoje! Que tantas pessoas estavam dispostas a caminhar no frio e na chuva no seu domingo livre, também demonstra o quanto nos preocupamos com o futuro do nosso planeta. Sentimos muito frio mas ao mesmo tempo foi muito reconfortante estar no meio daquelas milhares de pessoas. Na Câmara Baixa vamos continuar a pressionar o governo para agir agora deveras por uma Terra habitável.


Marianne Thieme durante a marcha holandesa pelo clima

Que as pessoas querem mudança também ficou muito claro nas últimas eleições pelos Estados Provinciais da Holanda e pelas Administrações dos Distritos dos Pólderes. O Partido pelos Animais cresceu novamente em todos os lugares e obtemos em total quatro cadeiras novas. Isto é portanto, uma resistência crescente! No meio tempo já estamos nos ocupando com as próximas eleições: as eleições para o Parlamento Europeu em maio. Para isto também vamos colaborar com nossos partidos irmãos europeus que são 10 em total. Nos unimos sob o nome “Animal Politics EU”  e publicamos um manifesto conjunto. No início de abril este manifesto foi assinado oficialmente por todos os nossos partidos irmãos europeus no Parlamento Europeu em Bruxelas e apresentado à imprensa. Conjuntamente vamos nos empreender, por exemplo, contra os horrorosos transportes de animais, contra o uso de tóxicos no sector agrícola e para uma agricultura vegetal verdadeiramente sustentável. Segundo as sondagens de opinião, nosso movimento vai triplicar no Parlamento Europeu!


“Animal Politics EU” apresenta o manifesto conjunto em Bruxelas

Ao convite de organizações ambientais e do bem-estar animal na Bósnia tive no início deste mês a honra de advogar no Parlamento da Bósnia e Herzegovina pela proibição definitiva da criação de animais para peles. A Bósnia tem a intenção de adiar o entrar em vigor da proibição nacional da criação de animais para peles até 2028. Organizações locais e internacionais fazem o que podem para evitar este adiamento. Pois adiamento significa mais dez anos de sofrimentos e mortes horríveis e desnecessárias para milhões de animais na indústria da pele. Além disso, esta indústria tem um impacto enorme no meio-ambiente e na saúde das pessoas que lá trabalham ou que moram nas vizinhanças. Por isto eu aceitei com muita vontade o convite para dirigir-me ao parlamento bosníaco e dessa maneira, junto com outros oradores, convencer os parlamentários da importância de uma proibição definitiva. Deixe esta lei entrar em vigor o mais rápido possível. Coloque as peles na história!

Aqui pode-se achar meu discurso inteiro.


Marianne no parlamento da Bósnia

Este vai ser um ano emocionante para muitos dos nossos partidos irmãos. Além das eleições europeias, vai haver no dia 28 de abril eleições parlamentares e no dia 26 de maio eleições municipais na Espanha, no dia 18 de maio eleições federais na Austrália e em outubro eleições parlamentares no Portugal. Para apoiar um pouco nossos partidos irmãos, vou nesta semana para Portugal e Espanha afim de lá mostrar nosso novo documentário #Powerplant e entabular conversas com os cidadãos sobre, entre outros, como poderíamos organizar nosso sistema alimentar de maneira diferente. No Portugal farei isto na quinta-feira que vem, dia 18 de abril, juntamente com Francisco Guerreiro, o cabeça da lista europeia de nosso partido irmão português. Farei o mesmo no dia 21 de abril, juntamente com Silvia Barquero, minha colega espanhola e cabeça da lista de nosso partido irmão espanhol. Caso você se encontrar durante estes dias nas imediações de Porto ou Madrid, por favor visite-nos ou convide seus amigos espanhóis e portugueses. Estou animada!

Mark Pearson, o parlamentário de nosso partido irmão australiano Animal Justice Party vai falar na sexta-feira que vem, dia 19 de abril durante o primeiríssimo festival vegano na Turquia, o Didim Vegfest. Ele vai falar, entre outros, sobre o documentário australiano chocante Dominion e sobre nosso movimento político internacional pelos direitos animais. Mark foi convidado pelos protectores de animais na Turquia que realizam coisas fantásticas pelos animais naquele país e com os quais temos óptimos contactos. É maravilhoso ver como os heróis de nosso movimento internacional trabalham juntos para fazer uma diferença positiva pelo nosso planeta e todos os seus habitantes!

Para encerrar gostaria de partilhar este artigo do The Guardian com vocês. O artigo explica a importância da iniciativa de Polly Higgins, uma jurista escocesa, de incluir no direito internacional penalidades com relação a danos graves causados ao meio-ambiente (ecocida). Como por exemplo, grandes vazamentos de óleo, desflorestamento, exploração de gás de xisto, a pesca em larga escala que está esvaziando o Mar do Norte etc. O objectivo de Higgins é fazer da ecocida o quinto crime que o Tribunal Internacional de Justiça na Haia pode julgar. Este tribunal julga agora quatro crimes: crimes contra a humanidade, genocídio, crimes de guerra e crimes de agressão. Chegou a hora de aderir crimes contra nossa Terra!

 

Até a próxima vez,

 

Marianne Thieme